5 dicas para colocar as contas em dia no segundo semestre

Prometeu um ano sem dívidas e ainda não conseguiu cumprir? Confira algumas dicas para sair do vermelho!

Prometeu que 2019 seria um ano diferente para as finanças e ainda não conseguiu cumprir o objetivo? Falou que seria o ano para eliminar de vez os boletos, sair do vermelho e começar a dar a volta por cima, mas imprevistos aconteceram? O segundo semestre chegou e ainda há tempo para colocar as contas em dia.

Mesmo que o primeiro semestre tenha sido difícil e apertado, é possível realizar ações e pequenos ajustes para melhorar as finanças pessoais antes do fim do ano. Pesquisa recente da Confederação Nacional de Dirigente Lojistas e do SPC Brasil mostrou que sete em cada 10 brasileiros precisaram fazer cortes no orçamento no primeiro semestre. No consumo, o jeito foi cortar refeições fora de casa, diminuir saídas para bares e casas noturnas, deixar de comprar roupas e reduzir idas aos cinemas e teatros, por exemplo.

A piora na situação financeira foi sentida de diversas formas além dos cortes no orçamento, como desemprego, necessidade de recorrer a trabalhos adicionais, vários meses no vermelho e ter o CPF negativado.

A mesma pesquisa, no entanto, revelou que seis em cada dez pessoas conseguiram manter as contas em dia no período. Além disso, 35% delas ainda conseguiram guardar alguma quantia de dinheiro. Ou seja, mesmo com aperto e cortes no orçamento, há quem tente e consiga manter as contas básicas em dia e controlar os gastos.

Seja qual for o grupo que você se encaixa neste momento, separamos cinco dicas básicas e importantes que podem ser colocadas em prática a partir de agora. Se seu objetivo é colocar as contas em dia ou organizar as finanças no segundo semestre, não pare de ler por aqui, as dicas são feitas para você!

Conheça sua situação financeira

Planejamento é palavra-chave para quem quer colocar as contas em dia, sair das dívidas e ganhar tranquilidade nas finanças. O primeiro passo para um planejamento a curto, médio e longo prazos é conhecer o ponto de partida. Ou seja, é fundamental saber como estão suas finanças hoje. Pode ser que na correria do dia a dia você não se dê conta e perca o foco, então pare alguns minutos para fazer as contas.

De um lado, o somatório dos valores recebidos mensalmente. Se for variável ou se há costume de unir rendimentos da família, faça conforme suas particularidades. Ninguém melhor que você para fazer essa análise e o levantamento. Do outro lado, reúna todas as contas vencidas, contas a vencer, parcelamentos, financiamentos, despesas fixas e variáveis, entre outros gastos. Essa análise inicial e cheia de números pode parecer complicada, mas é o posto de partida para conhecer sua situação e traçar o caminho a percorrer.

Estabeleça objetivos

Tem dívidas? Então o primeiro e mais urgente objetivo é acabar com elas! Isso precisa ficar claro. Em seguida, tenha outros objetivos bem definidos para que a organização financeira e a economia façam sentido. Sabendo onde chegar fica muito mais fácil não se perder pelo caminho. Isso vale para as finanças pessoais. Pode ser uma viagem, um curso, uma reserva financeira, ou tantas outras possibilidades.

Mude hábitos

Depois das anotações de gastos fixos e variáveis, veja em quais é possível economizar. Pequenas mudanças em casa, por exemplo, reduzem o consumo de energia elétrica e de água. Pesquisas de preços e vantagens em produtos e serviços também podem render economia. Além disso, consumir com consciência contribui muito com a redução ou eliminação de gastos desnecessários.

O que acha de aumentar os ganhos?

Tem tempo disponível no dia e conhecimento ou habilidades que permitem incrementar o orçamento? Aproveite a oportunidade! Trabalhos temporários ou um “segundo turno” podem render aquele dinheiro que falta para aliviar a situação financeira. Sabe cozinhar? Use esse conhecimento para vender doces ou salgados na vizinhança. Vale para diversas outras habilidades e, com a internet, divulgar ficou ainda mais fácil.

Encontre alternativas para pagar contas

Empréstimos e cheque especial para pagar dívidas, embora possam ser os primeiros pensamentos, não devem ser encarados como aliados. Ao contrário, seus juros são altos e podem virar uma grande bola de neve, com dívidas cada vez maiores. Por isso, buscar alternativas realmente capazes de ajudar vale à pena!

Uma delas é o parcelamento de contas de consumo no cartão de crédito. A facilidade já está disponível para todo o Brasil e é oferecida pelo Deixaqueeupago, fintech que democratiza o acesso ao pagamento de contas com taxas justas. O melhor: as contas são pagas na hora!

Funciona assim: quando há uma conta para ser paga ou já vencida e não há dinheiro disponível para quitação, a mesma pode ser enviada para o site ou pelo aplicativo da fintech. Essa é a primeira etapa. Em seguida são feitas verificações de segurança rápidas e uma proposta de quitação é enviada de volta. Aceitando, conta é paga na hora e parcelada em até 12 vezes nos cartões para o consumidor.

O parcelamento é cobrado diretamente nas faturas seguintes. Não há qualquer burocracia ou contratos envolvidos, basta ter cartão de crédito com limite disponível Para mais informações, acesse www.deixaqueeupago.com.br e tire dúvidas pelo canal de atendimento preferência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s