4 dicas para evitar o descontrole financeiro

Planejamento, cuidado e busca por alternativas para pagamento de contas são alguns passos importantes para ficar com as finanças em dia

Você já teve a sensação de trabalhar, trabalhar, trabalhar e não ver a cor do dinheiro recebido no salário? Ou de pagar uma fatura alta do cartão e não saber quais são aqueles gastos? Pior ainda: acreditar que esse cenário não tem como ser transformado e seu destino seja uma eterna falta de dinheiro? Sabemos como é isso, mas a boa notícia é que nada precisa ser assim para sempre. A mudança depende de você e da sua vontade de virar o jogo.

O descontrole financeiro não surge do dia para a noite. É fruto de uma sequência de ações e tomadas de decisões que não levam em consideração o planejamento para o futuro. Ah, não necessariamente esse futuro seja uma década, pode ser um mês! Afinal, fazer compras no cartão de crédito e não saber como pagar na fatura seguinte é não pensar no futuro e um claro sinal de descontrole, por exemplo.

Se você já está assim ou se quer ficar distante do descontrole, confira algumas dicas a seguir! São simples, práticas e dependem apenas de você para que os efeitos apareçam. Com as finanças controladas, realizar sonhos e economizar tornam-se realidades cada vez mais frequentes e possíveis em sua vida.

Conheça sua situação financeira

Você sabe quanto ganha e quanto gasta por mês? Sabe quais os destinos do seu dinheiro? Não ter essas informações é o primeiro passo para descontrolar totalmente as finanças! É importante conhecer sua atual situação financeira para não gastar mais do que ganha e enrolar as contas a curto, médio e longo prazos.

Vale parar um momento agora mesmo para fazer as contas. Coloque no papel (ou em planilha no computador) tudo o que você recebe, todos os gastos fixos detalhados, as dívidas e contas em atraso. A partir desse conhecimento fica muito mais fácil evitar o descontrole, uma vez que haverá mais cautela e cuidado nos gastos e investimentos.

Tenha atenção aos gastos

Sabe aquele chocolate comprado depois do almoço? E aquela roupa que você nem precisava, mas comprou logo depois de passar por uma vitrine? Ah, também teve aquele ingresso para o show comprado no terceiro lote, lembra?! É assim, sem perceber, que o dinheiro some e, consequentemente, gera transtornos posteriores com a falta que fará em outros momentos.

Depois de ter noção das suas finanças, dos ganhos e gastos fixos, será a hora de reduzir as despesas e fugir de ciladas que aparecem quando menos esperamos e levam o dinheiro embora. Avalie se determinadas compras precisam ser feitas agora ou podem esperar, por exemplo. Se o rendimento é fixo, a situação financeira só pode melhorar quando há mudanças nos gastos e, posteriormente, em investimentos.

Faça um bom planejamento

Tudo o que é planejado tem mais chances de dar certo! Imagine as diferenças entre uma viagem planejada e outra de última hora ou entre uma festa planejada com um ano de antecedência e outra uma semana antes. Com as finanças pessoais não seria diferente. Planejar gastos e investimentos, traçar metas e criar objetivos de curto, médio e longo prazos são atitudes que diferenciam quem tem e quem não tem controle financeiro.

Aliás, fazer planos e ter metas que dependam de dinheiro para serem alcançadas ajuda muito na economia. Afinal, sem saber o que fazer ou quais objetivos alcançar torna-se quase impossível poupar e enxergar a importância da organização financeira. Planejamento é palavra-chave no processo de organização e para mantê-la. Ele vai evitar atropelos e abusos nas contas além de ser responsável por minimizar ou eliminar transtornos em imprevistos.

Mantenha as contas em dia

Parece difícil na sua atual situação financeira? Calma, logo será totalmente possível se você seguir as dicas anteriores e ter as finanças sob controle. Colocá-las em prática vai ajudar bastante, mas só você saberá, aos poucos e ao longo do tempo, o que fazer para continuar o processo de organização financeira.

Manter as contas em dia significa não atrasar pagamentos e, como consequência, ter que pagar juros e multas, agravando a situação e gastando além do previsto. Se você está em fase de organização financeira, talvez sinta alguma dificuldade nesse momento, mas há alternativas capazes de ajudar no processo.

Uma delas é o Deixaqueeupago, fintech que democratiza o acesso ao pagamento de contas com taxas justas. Seja aquelas já vencidas ou as que estão prestes a vencer mas sem dinheiro disponível para pagamento em dia, todas podem ser pagas pelo Deixaqueeupago, que paga na hora e parcela em até 12 vezes nos cartões de crédito enquanto você organiza as finanças. Diversos tipos de contas podem ser pagas desta forma, garantindo pagamentos em dia e previsibilidade no seu orçamento futuro, uma vez que o parcelamento estará na fatura do cartão e você saberá exatamente quanto pagar. Para conhecer mais e utilizar agora mesmo, basta acessar www.deixaqueeupago.com.br.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s