Aprenda a resolver apertos financeiros sem precisar pegar empréstimos

O cartão de crédito pode ser o seu grande aliado nessa hora

woman using space gray iphone x
Photo by rawpixel.com on Pexels.com

No mundo ideal das finanças pessoais, a reserva de emergência deveria fazer parte da vida de todos. Mas, por muitos motivos, esse cenário está presente apenas na menor parte dos casos. Temos despesas fixas e despesas variáveis. Ter todas sob controle exige planejamento.

Contas de água e luz são exemplos de despesas previstas. Quem tem carro, prevê o pagamento do IPVA. Quem tem casa, prevê o pagamento do IPTU. Mas pode acontecer do carro ir para a oficina mecânica, aparecer um vazamento em casa ou um familiar precisar de tratamento médico. De onde sai o dinheiro quando imprevistos acontecem?

 

Não gaste mais do que ganha

Para ter uma reserva de emergência, é necessário conhecer bem as despesas e receitas. Com planejamento e controle, os meses não precisam acabar sempre no vermelho. Nunca gaste mais do que ganha. Essa é a principal regra para quem busca ter mais tranquilidade nas finanças pessoais. Se os gastos são constantemente maiores que os ganhos, é hora de mudar atitudes e comportamentos. Tente sempre fazer sobrar algum valor, ainda que pouco no início, para ficar guardado nesta “conta reserva”.

 

Despesas previstas

Quando falamos de imprevistos, é importante reforçar que são aqueles gastos realmente inesperados. IPVA, IPTU e matrícula na escola não se encaixam nesta categoria! Embora sejam gastos pontuais, eles são previsíveis. Devem fazer parte de uma fatia do orçamento ao longo do ano. Os imprevistos são casos, como já falamos, de manutenção no automóvel ou tratamento de saúde, por exemplo. Não confunda e não coloque tudo no mesmo meio como uma desculpa.

 

Controle-se

Passou na frente de uma vitrine e viu uma roupa que é sua cara mas está muito além do orçamento? Encontrou uma promoção imperdível? Quer o smartphone que acabou de ser lançado? Controle esse impulso! Gastos assim podem ser desnecessários em determinados momentos e, sem planejamento, causam desorganização ainda maior nas finanças. O momento deles vai chegar sem precisar comprometer outras contas.

 

Tive um imprevisto. E agora?

O primeiro passo é não entrar em desespero para não acabar se enrolando mais, agindo sem pensar nas consequências. Supondo que o imprevisto aconteceu, refaça os cálculos do orçamento, veja quais são as principais necessidades e os possíveis cortes imediatos capazes de reduzir gastos, ainda que isso implique em mudanças de hábitos pessoais ou familiares. Na busca por soluções rápidas, cuidado com aquelas que parecem milagrosas e, na verdade, são grandes furadas.

Quer uma dica? Conheça o Deixa que eu pago! Com total transparência e muita seriedade, a empresa dá aquela força para ajudar a sair do aperto de uma forma muito simples e justa. Você envia a conta que ficou de fora do orçamento pelo site e aguarda uma proposta de quitação em até 24 horas. Aceitando a proposta, a conta é quitada na hora e você divide em até 12 vezes no cartão de crédito, com taxas que variam de 2.99% a 5.99% ao mês. Um jeito inovador e sem burocracias para não deixar as contas atrasarem.

Para conhecer, fazer uma simulação, tirar dúvidas com a equipe de atendimento online ou até mesmo já iniciar o cadastro e enviar a conta, acesse http://www.deixaqueeupago.com.br. Imprevistos acontecem e o Deixaqueeupago é a melhor opção para evitar atrasos em pagamentos e transtornos ainda maiores no orçamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s